Translate

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Conheça 10 equações que mudaram o mundo







Publicado em 6 de mai de 2017
As mentes mais brilhantes da história usaram a matemática para lançar as bases de como medimos e entendemos nosso universo. Diversas vezes provamos que é preciso apenas uma fórmula simples para alterar o curso da humanidade.
Aqui estão dez equações que fizeram exatamente isso.

Seja um apoiador do canal. É super fácil.
Logue com o Facebook no Apoia.se.
Escolha uma forma de pagamento (Boleto/Cartão de crédito).
Contribua com quanto puder (R$1 ou +).
Apoia.se: https://apoia.se/integrandoconhecimento
  • Categoria

  • Licença

    • Licença padrão do YouTube

Golpes imobiliários que roubam economias de muitos anos




terça-feira, 15 de agosto de 2017

Associação Dar a Mão - Depoimento de uma criança sobre as diferenças, se...





Publicado em 22 de jun de 2017

Dalida - Visites privées



https://pt.wikipedia.org/wiki/Dalida

Publicado em 13 de fev de 2017
Dalida, l'immense chanteuse, avait élu domicile à Montmartre dont elle était tombée amoureuse. Grâce à « Visites privées » revivez l'âge d'or de cette artiste hors du commun.



Découvrez l’univers Visites Privées sur notre site :
http://www.france2.fr/emissions/visit...
Suivez nous sur Twitter, car on apprécie vos réactions :
https://twitter.com/intent/follow?ori...
Et Facebook, pour entrer dans nos coulisses et bien plus :
https://www.facebook.com/visitesprivees/

Experiências pessoais são importantes 20170815100149

Mundo competitivo e mensagens curtas nas redes sociais 20170815101018

Abrigo de ônibus e morador de rua MAH01119

Conversando com uma pessoa inteligente - morador de rua? Desempregado





domingo, 30 de julho de 2017

Escola divinopolitana resgata danças típicas brasileiras em festival





Publicado em 30 de set de 2015
Os alunos da Escola Estadual Dona Antônia Valadares estão em ritmo de dança! Até às 21h de hoje, no ginásio poliesportivo do centro, 24 danças artísticas serão apresentadas no festival Dançando Ideias.

Mais notícias: http://www.sistemampa.com.br/candides/

Curta a página da TV no facebook: https://www.facebook.com/tvcandides

Siga-nos no twitter: https://twitter.com/jornalcandides

Política, Justiça e a Pessoa idosa

Envelhecimento, pessoa idosa, prioridades e a Engenharia
A pessoa idosa certamente foi agente ou paciente da tremenda evolução tecnológica do século 20 e, agora, no século 21, a necessidade de adaptação a cenários que assustam ou empolgam, dependendo do que possamos usar e sentir.
Falar de celulares, tablets, computadores etc. é algo que preocupa. Temos novos verbetes e frases que geram um processo de exclusão para seres humanos sem escolaridade adequada e mais ainda a todos aqueles que gradativamente perdem a eficácia por efeito de doenças, acidentes e o famoso relógio biológico.
Parece que cometemos crimes hediondos quando não usamos “telemóveis”, não dirigimos automóveis, não queremos sair correndo pelas ruas e parques, recusamos convites até de amigos mais próximos e assim por diante.
Na terceira Idade[1] talvez sejamos vítimas de nossas decisões técnicas quando tivemos oportunidade de mudar ou decidir com mais consciência o que agora usamos, como, por exemplo, aquele apartamento que era o sonho da esposa, nele mergulhando sem avaliar de forma adequada detalhes de acessibilidade (Desenho Universal), segurança externa e urbanismo para reunir em uma palavra detalhes eventualmente mórbidos de vilas que puderam crescer muito.
É muito difícil a autocrítica honesta e responsável que deve conduzir o time sênior durante o tempo de vida restante, eventualmente algumas dezenas de aniversários adicionais.
E a Política?
Extremamente triste é sentir que tecnocratas tendem a culpar os aposentados pelos seus erros sistemáticos, inclusive morais no exercício de atividades políticas e institucionais.
No Brasil mergulhamos em mais uma crise econômica e financeira. Nossa pátria empobreceu e agora condena milhões de jovens ao desemprego e empurra até gente aposentada para filas de esmolas e cartórios de protesto. Governantes e seus asseclas pulverizaram fortunas. Querem agora que esqueçamos tudo em arenas, carnavais, praias e feiras catando o que for digerível.
Naturalmente, se pensarmos em Darwin, estamos em processo de eliminação dos mais fracos. Se lembrarmos que o Brasil é um país com potencial para sustentar e dar trabalho a centenas de milhões de pessoas, precisamos procurar entender o poço em que mergulhamos. 
Em tempo, os gerentes da Economia talvez venham a usar dados de redução da expectativa de vida e usem isso em seus cálculos atuariais opacos, mal explicados, deixando impunes empreendedores desonestos e irresponsáveis, os verdadeiros donos do Poder.
Para nossa satisfação, principalmente entre os brasileiros que abominam esmolas, sofrendo o que for necessário, talvez vejamos rigor e celeridade no julgamento de inúmeros administradores públicos e seus patrões ocultos. As máfias, contudo, procuram artifícios e nomeações fiéis a seus quintais.
A Lava Jato, Zelotes e outras operações estão criando processos inéditos no Brasil. Talvez muitos dos políticos que fizeram leis que agora pretendem mudar não imaginassem que eles próprios seriam alvo do rigor do Poder Judiciário no Brasil.
Com certeza todos os argumentos mais sofisticados serão usados na defesa dos bandidos. Têm poder e dinheiro até para mudar a Constituição Federal. É, portanto, fundamental que nosso povo mostre a cara, não se deixe levar pelas fantasias que desesperadamente procuram gerar (até verbas federais para o Carnaval Carioca, só ele?).
E os brasileiros idosos? Estão com vergonha? Nós, mais velhos, talvez tenhamos sonhado com um Brasil melhor; desprezamos, contudo, a vigilância cívica e a participação política. Imersos em questões secundárias esquecemos o principal: o futuro de nossos filhos, netos, bisnetos, amigos e amigas.
Estamos vivos? Podemos gritar? Votar melhor? Apoiar quem se atreve a lutar?
O Gigante precisa acordar.
E a Engenharia? Considerada Ciência Exata por aqueles que desprezam minúcias pode educar para o civismo. Técnicos e Engenheiros sabem que não adianta enganar a Natureza. Data Vênia, nossos profissionais da Justiça precisam enquadrar os criminosos, os velhinhos agradecem.
Estamos cansados de firulas jurídicas que estão transformando o Brasil num campo de batalha, uma autêntica guerra civil entre aqueles que cresceram sem escolas e creches ou simplesmente mal-educados (ainda que em gaiolas de luxo) e o resto da população, trabalhadora, séria, responsável.

Cascaes
Curitiba, 30,7,2017




[1] Wikipédia em 30 de julho de 2017 - Crise da meia-idade é um termo criado em 1965 por Elliott Jaques usado para descrever uma forma de insegurança sofrida por alguns indivíduos que estão passando pela "meia-idade", no qual percebem que o período de sua juventude está acabando e a idade avançada se aproxima. Essa crise pode ser desencadeada por vários fatores relacionados com essa época da vida, como a morte dos parentes, casos extraconjugais, andropausamenopausa, sensação de envelhecimento, insatisfação com a carreira profissional e saída dos filhos de casa. Normalmente quem passa por isso sente uma enorme vontade de mudar seus modos de vida fazendo gastos exagerados com aquisições fúteis, abandonando o emprego ou terminando o casamento.

domingo, 16 de julho de 2017

Bateu, pagou!

Bateu, pagou!: Motorista questiona cobrança de taxa para a produção de um boletim de ocorrência

Manifestantes fazem protesto no casamento da deputada Maria Victoria

Caça Buracos

Caça Buracos

Passeando pelo Parque Barigui em 15 de julho de 2017

Rua das Fores, Voluntários da Pátria e um tempinho noBar do IEP

















O pesadelo de pais e mães que não sabem onde seus filhos estão



Comentários sobre o memento político e falta de sensibilidade




http://www.tribunapr.com.br/noticias/curitiba-regiao/manifestantes-fazem-protesto-no-casamento-da-deputada-maria-victoria/

Equívocos impopulares